fbpx


O conceito científico da estimulação neuromuscular por vibração foi desenvolvido na década de 80, na antiga União Soviética, com o propósito de combater a perda de densidade óssea e massa muscular em astronautas durante a permanência deles em atmosfera sem força gravitacional.
A plataforma vibratória é um equipamento usado em programas de reabilitação, condicionamento físico ou relaxamento. 
Um treino convencional de resistência muscular pode recrutar de 40 a 80% de fibras musculares, já o treino sobre a plataforma vibratória consegue recrutar de 95% a 100% das fibras musculares .
A plataforma vibratória é um recurso que proporciona resultados diversos e globais com um tempo de treinamento menor que grande parte dos outros recursos. 
Geralmente uma sessão na plataforma dura de 10 a 15 minutos e o profissional ainda dispõe de tempo para a realização de outras técnicas e recursos fisioterapêuticos e estético, maximizando os resultados em menor tempo.
PROMOVE:
  • ganho de força
  • potência e resistência muscular
  • relaxamento muscular
  • aumenta a capacidade individual de recuperação contra lesões
  • melhora o funcionamento dos sistemas nervoso e digestivo
  • melhora a coordenação e o equilíbrio
  • ativa o sistema de drenagem linfática
  • fortalece os tecidos em geral. 
  • reduz a osteoporose
  • combate a artrose e outras doenças articulares e ósseas
  • melhora a circulação sanguínea
  • regulariza a pressão arterial
  • melhora e reforça as articulações, os ligamentos e os tendões 
  • melhora a função cardiovascular.

Estudos científicos mostram que a utilização da plataforma vibratória como recurso terapêutico incrementa o ritmo do metabolismo basal, promove o aumento do consumo calórico diário e reduz a gordura corporal (Pneumex and S. Sordorff. PT, Sandpoint, Idaho); reduz a celulite (Sanaderm, Health clinic, Germany); provoca a diminuição do cortisol – hormônio do stress (European Journal of Applied Physiology. 2000 Apr; 81(6):449-54), recupera a massa magra (International Journal of Sports Medicine. 2004 Jan; 25(1):1-5) e torna os músculos e as articulações mais flexíveis e disponíveis (T. Whiteman, fisioterapeuta).

A PLATAFORMA VIBRATÓRIA  vem sendo muito utilizada com exercícios cinesioterápicos como os exercícios resistidos, os alongamentos e os exercícios proprioceptivos; nas sessões de Pilates; nos exercícios de Core e nas estabilizações segmentares estáticas e dinâmicas. 


CONTRA INDICAÇÕES DO USO DA PLATAFORMA VIBRATÓRIA:
  • Casos de inflamações agudas
  • Infecções e/ou febre
  • Artropatia e artroses agudas
  • Artrite reumatóide aguda
  • Enxaqueca aguda
  • Feridas pós-operatórias
  • Implantes metálicos ou sintéticos como marca-passos, válvulas cardíacas artificiais, endopróteses vasculares recentes. 
  • Gravidez
  • Tromboses agudas
  • Agravamento dos ataques cardíacos
  • Problemas graves nas costas (Como hérnia de disco aguda)
  • Osteoporose severa
  • Espasticidade
  • Atrofia de Sudek em estado I
  • Tumores metástases no sistema músculoesquelético 
  • Vertigem posicional paroxística benigna.



×